Vitamina D: o que é, para que serve e fontes

Muito tem se falado hoje sobre a carência de vitaminas nas dietas da população, em geral. A vitamina D é uma dessas que tem sofrido queda. Para resolver esse problema, muita gente recorre a suplementação vitamínica, por conta própria mesmo. Mas, será que ela é realmente necessária?

Descubra agora como é fácil você obter vitamina D e deixe de lado as cápsulas. Neste artigo, você aprenderá sobre a importância da vitamina D para o seu organismo, como obtê-la e o que a sua carência pode gerar. Acompanhe a leitura!

O que é e para que serve a vitamina D?

Ela é um nutriente essencial para a vida humana que é obtida em parte pela alimentação, mas também é produzida pelo próprio corpo quando exposto à luz solar. Isso acontece porque os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese dessa substância no organismo.

Essa auto produção atende praticamente toda a necessidade diária do corpo, deixando apenas cerca de 10% para ser complementada com a alimentação. Por isso que, mesmo mantendo um cardápio saudável, ainda é necessário tomar banhos de sol diários. Cerca de 15 minutos já são suficientes.

Quanto a sua função, a vitamina D facilita a absorção de outros nutrientes pelo organismo, como o cálcio e o fósforo. Assim, ela é essencial para a garantia da saúde dos ossos, permitindo o crescimento e a reparação do sistema esquelético. Descubra abaixo as principais formas de obter o nutriente.

Quais são as principais fontes de vitamina D?

Apesar de estar presentes em alimentos de origem animal, como queijos, peixes gordurosos e óleos, estas fontes não são suficientes para suprir a necessidade diária de vitamina D.

A principal forma de evitar a carência desse nutriente é por meio da exposição solar. Banhos de sol diários de cerca de 15 minutos resolvem. Importante lembrar que você não deve usar filtros solares para que a síntese do nutriente aconteça, já que eles bloqueiam a ação dos raios ultravioletas.

Pode parecer meio incoerente uma dica que sugere não usar o filtro solar, já que todos sabem da sua importância para evitar o câncer de pele. De fato, usar o filtro é importante. Por isso, a sugestão é que tomar banhos solares logo no início do dia, quando a incidência solar é mais baixa. Depois disso, siga com o uso do protetor solar.

Ah! As janelas também atrapalham a síntese do nutriente pela pele, já que ela filtra os raios solares. Assim, o ideal é botar mesmo a cara no sol. Vá para um ambiente aberto e fique lá por um tempo.

Seguindo essas orientações, dificilmente acabará com algumas das complicações que veremos abaixo.

O que a deficiência de vitamina D causa?

Atualmente, com a maior parte da população vive em centros urbanos, a carência de vitamina D tem crescido. As pessoas costumam passar longos períodos em lugares fechados e não se expõe ao sol tempo suficiente para garantir a produção do nutriente.

O problema é que essa baixa taxa de vitamina D pode causar diversos problemas de saúde. Há fortes conexões entre a deficiência desse nutriente e doenças como: osteoporose, diabete, complicações cardíacas e, especialmente nas grávidas, aumentam as chances de um aborto espontâneo. Portanto, faça de tudo para manter as suas taxas estáveis. A boa notícia é que agora você já sabe que é bastante simples fazer isso.

Gostou de saber mais sobre a vitamina D. Então, que tal aprender mais sobre outro ingrediente essencial no cardápio semanal de qualquer pessoa? A água. Todo mundo fala por alto que ela é importante. Mas, você quer saber exatamente porque? Descubra agora a importância da água para a saúde!

 

2019-06-26T15:11:35-03:00 26 de junho, 2019|Blog|0 Comentários