Descubra a origem dos 5 principais pratos do cardápio de Natal brasileiro

O final do ano está se aproximando e junto dele vem também o Natal, um momento que tradicionalmente celebramos com muita comida. A consagrada ceia da Véspera de Natal é quase uma unanimidade, acontece em quase todos os lares brasileiros. O que não é tão padrão assim é o cardápio de Natal servido em cada casa.

Algumas pessoas consideram o Peru indispensável, outros já preferem o Tender, enquanto alguns não abrem mão do bacalhau. Fora aqueles que, para não ter briga, fazem todos de uma vez.

O que servir é uma escolha muito pessoal, mas existem alguns pratos que são clássicos para essa data. Conheça agora algumas curiosidades sobre a ceia de Natal e as principais opções para um cardápio de Natal delicioso!

1. Bacalhau

O hábito de comer bacalhau no Natal é uma herança da colonização portuguesa no Brasil. Por ser um país extremamente católico, os portugueses seguiam a orientação da Igreja de fazer o jejum de carne vermelha durante as principais festas cristãs: natal e páscoa.

Assim, a carne vermelha ficava para o almoço do dia 25, enquanto a ceia de Natal era celebrada com o bacalhau. Hoje em dia o Brasil já é muito miscigenado e, até mesmo muitos católicos, não seguem essa orientação tão à risca. Entretanto, o hábito de comer o peixe permaneceu, tanto que para muitos não há Natal sem bacalhau.

2. Peru

O Peru assado é uma receita natalina tradicional em muitas partes do mundo. Porém, a sua origem veio mesmo da América do Norte. O peru é uma ave natural daquela região e que por muito tempo foi, inclusive, cultuada pelos índios. Com o tempo, os colonos americanos passaram usar a ave em suas receitas, por ser mais fácil de engordar que outras, e utilizar nos grandes banquetes.

Não demorou muito para o Peru dar as caras na Europa e substituir o cisne, ganso e pavão como prato principal. Já no Brasil, o prato só ganhou força no final do século 20, quando grandes empresas de alimentos brasileira, passaram a vendê-lo por aqui.

3. Chester

Ao contrário das demais receitas, o Chester não é um prato clássico, cuja história remonta tradições. Na verdade, ele não é nem um animal diferente, como muitos pensam. Essa ave, que conquistou o seu espaço na mesa do brasileiro, não passa de um frango, ou melhor um super frango. Isso porque o Chester é criado a partir do cruzamento de aves com um perfil desejado, no caso as aves com mais carne e menos gordura. Por isso, o nome que vem do inglês “Chest”, cujo significado é “peito”, uma das partes favoritas das pessoas.

Embora os criadores dessa ave melhorada geneticamente insistam em dizer que todo o processo é natural e sem riscos, há uma polêmica referente a qualidade da carne. Nem todo mundo afirma que ele faz parte de um cardápio saudável, já que tudo é feito em extremo segredo.

4. Tender

Esse é um prato que costuma dividir opiniões. Existem famílias que não abrem mão do Tender na mesa, já outras não querem nem ver de perto. Porém, gostando ou não, é inegável que o Tender faça parte da tradição do Cardápio de Natal brasileiro.

Ele nada mais é do que um pedaço generoso de presunto defumado e pré-cozido. Mas, diferente do presunto que colocamos no pão, o Tender é assado, junto de molhos e temperos para ficar bastante saboroso. Ele é uma ótima alternativa para deixar a sua ceia de Natal mais farta.

5. Pernil

Embora não seja uma receita clássica, o pernil tem ganhado bastante espaço nas ceias de Natal brasileiras, nos últimos anos. Assim, como as demais opções de assados, o pernil também é um prato farto e bastante suculento, devido ao seu alto nível de gordura. Para quebrar toda essa gordura, é boa ideia prepará-lo com algum acompanhamento cítrico. A sugestão clássica é o abacaxi.

E você, tem um assado preferido que não sai do seu cardápio de Natal? Seja qual for a sua escolha, o segredo para preparar qualquer um deles de forma suculenta e deliciosa é ter paciência. Esses grandes assados levam tempo para serem preparados, mas se você souber esperar, certamente ficarão uma delícia!

E, se você quer ter certeza de que a sua noite natalina será um grande sucesso, não deixe de conferir as 5 dicas para você organizar sua ceia de Natal!

2018-12-19T09:59:00-02:00 19 de dezembro, 2018|Blog|0 Comentários